Desvendando o SEO

Muito se fala em SEO, com certeza você já se deparou com essa palavra por aí. Em muitos lugares, varias definições e muitas confusas. Mas vou te explicar de uma maneira bem simples.

SEO é na verdade, um conjunto de estratégias e técnicas para um objetivo que é potencializar o posicionamento de um site em páginas de buscas, como o Google, em suas pesquisas orgânicas, deixando a página mais “visível” para os usuários e gerando resultados de vendas como consequência.

Proposta alinhada ao público-alvo da empresa, o maior alcance vai gerar um maior tráfego orgânico e consequentemente conversões. Tudo isso sendo fundamental para uma boa estratégia de SEO.

Segundo Adam Audette, a primeira aparição do termo SEO foi em um post SPAM na Usenet. Mas há também, uma história de que houve uma aparição antes dessa, mais precisamente, 5 meses antes nesta página: https://web.archive.org/web/19970801004204/www.mmgco.com/campaign.html

Como este breve texto tem como objetivo ser rápido e explicativo, vamos esclarecer uma coisa que gera muita confusão. Não confunda resultados orgânicos com resultados patrocinados. Para ser um resultado patrocinado, a empresa deve pagar para anunciar pelo Adwords. Já para os resultados orgânicos, é preciso um trabalho com técnicas de SEO.

Nos próximos textos, vou abordar mais sobre técnicas de SEO, o que são, como fazer e entre outras coisas. Fique ligado!

 

Até a próxima!

05 dicas para usar o Whatsapp Business!

O Whatsapp é o app mais popular de comunicação instantânea do momento. Dificilmente você encontra alguém que não tenha o aplicativo instalado no celular.

Por esse mesmo motivo, muitos negócios adotaram a comunicação pelo Whatsapp: de jornais até a pizzaria delivery perto da sua casa utilizam o app para informações e vendas.

Se já funcionava bem antes, agora vai funcionar melhor ainda com o Whatsapp Business, voltado especialmente para negócios.

O lançamento do Whatsapp Business é uma grande vitória para quem utilizava o app como parte estratégica do seu negócio.

Afinal, por causa da estrutura original do app, algumas funções são mais difíceis quando pensamos em envio de mensagens em massa, cadastro de clientes e informações próprias.

Sem contar a questão econômica que isso representa. Algumas ferramentas foram desenvolvidas especialmente para atender negócios que usam o Whatsapp para clientes.

Tais ferramentas são pagas, gerando um investimento maior por parte dos donos de comércio ou gerentes de produto.

Devo migrar para o Whatsapp Business?

Mesmo que você já esteja habituado com o app convencional para se relacionar com seus clientes, o Whatsapp Business é dedicado para essa função.

Dessa forma, ele foi pensado para dar mais poder aos comerciantes, empreendedores, gerentes etc. Tais mudanças visam apenas melhorar sua experiência e a do cliente também!

Veja alguns exemplos:

  • Perfil: você pode criar um perfil para seu negócio mostrando qual é o seu segmento, o seu site, localização e informação de contato;
  • Mensagens Automatizadas: você pode criar mensagens automáticas para receber seus clientes ou para indicar que você está off-line naquele momento;
  • Respostas Rápidas: otimize seu tempo gravando respostas para as perguntas mais frequentes;
  • Estatísticas: você pode ter acesso a métricas, saber o número de mensagens lidas, mensagens enviadas, etc.

Como fazer Marketing com o Whatsapp Business?

1. Esteja lá para seu cliente

O Whatsapp é uma ferramenta incrível de suporte ao cliente. Quando eles te procurarem, procure ser atencioso e objetivo. Mais importante ainda: nunca o ignore.

Com a função de mensagens automáticas e respostas rápidas, não há motivo para deixar o cliente falando sozinho!

2. Envie promoções e ofertas

Todo mundo gosta de receber um desconto ou estar por dentro de uma grande vantagem ou benefício. Portanto, procure enviar para seus contatos as ofertas daquele dia ou semana.

3.Envie lembretes e informativos

Avisar sobre consultas próximas, emenda de feriados, horário de funcionamento ou informar que a pizza acabou de sair para entrega e muito mais são exemplos onde o Whatsapp é bastante útil para engajar seus clientes, além de deixá-los satisfeitos.

4.Não envie mensagens em excesso

A não ser que a comunicação tenha partido do próprio cliente (como é o caso de tirar dúvidas etc), não encha o número dele de mensagens. Tenha um filtro bastante definido neste sentido. Envie mensagens realmente relevantes, nunca faça o papel de SPAM.

5.Não inclua o cliente em grupos

Incluir o cliente em grupos é a maior cilada que uma empresa pode se meter. Além de expor o número do seu cliente para dezenas de pessoas, os grupos promovem uma verdadeira enxurrada de mensagens que podem ser irritantes para o seu cliente. O melhor a ser feito é não criar um grupo.

Caso a prática faça parte da sua estratégia, inclua o número do cliente no grupo se, e somente se, ele permita isso.

E você, tem outras dicas para fazer Marketing através do Whatsapp Business? Então deixe aqui para a gente!

Show me the money!

As últimas duas semanas foram bem agitadas no ambiente do Marketing Digital com duas notícias bombásticas: a mudança do algoritmo do Facebook e o novo serviço do Whatsapp para empresas.

Mas vamos nos concentrar no Facebook por ora.

Você já assistiu ao filme Jerry Maguire – A Grande Virada? Se ainda não viu, recomendo. Bom filme, sobretudo para empreendedores. Essa mudança do Face me lembrou muito a cena em que o cliente de Jerry pede para ele mostrar o dinheiro. Show me the Money! Show me the Money! Show me the Money! É isso aí, rapaziada, para aparecer na rede social do senhor Mark Zuckerberg agora terá que mostrar a “grana”, a “bufunfa”, o “carvão” em praticamente todos os posts com a diminuição do alcance orgânico.

Segundo o comunicado da empresa, o algoritmo tentará prever com quais posts os seguidores irão interagir aparecendo mais perto do topo do feed. Também posts de amigos e parentes serão priorizados com relação aos posts empresariais, ou seja, das fan pages.

E qual a lógica por trás disso?

Ganhar mais, claro, e melhorar a experiência do usuário.

O argumento para o usuário é o de que ele terá experiências sociais mais significantes, que tem certo sentido, pois é necessário algum tipo de controle para que não apareça no Feed de Notícias das pessoas apenas propaganda, o que faz com que a rede, dita social, perca o sentido.

Também não deveria ser uma surpresa tão grande já que os meios tradicionais de mídia já fazem isso há muito tempo. Imagine se o tempo da TV destinado à propaganda fosse maior do que o dos programas?

Por outro lado, a Internet é uma mídia de permissão. Ou seja, as pessoas escolhem e permitem o que querem receber de informações. Então, nesse sentido, viola um pouco do poder de escolha. Ora, se estou seguindo a página, quero ver todos os posts. Nesse ponto o Instagram é bem mais democrático.

Entendo a lógica motivadora da mudança, porém, enxergo que foi radical demais, pois atualmente o algoritmo já faz isso através do engajamento para determinar a exibição aos usuários. Ou seja, hoje já é difícil ter alcance orgânico.

E parece que não fui só eu que achou a mudança radical demais. As ações caíram mais de 4% após o anúncio da mudança do algoritmo.

O lado bom é que o site fica cada vez poderoso uma vez que é a sua casa. É onde você dita às regras.

E que venham os leads!

Scroll Up